Escola de Música recebe novos voluntários

Pessoas são a principal matéria-prima de um projeto que busca ensinar, acima de tudo, valores. Por isso, a Escola de Música Bernadete Carneiro recebe de braços abertos novos voluntários com vontade de fazer dessa iniciativa um trabalho cada dia melhor.

Na última semana, recebemos a visita da dentista Dra. Simone que, ao visitar as aulas de domingo para doar ao grupo com um violão, se encantou com o trabalho que está sendo realizado e decidiu ser uma colaboradora regular do projeto.

Hoje em dia, os próprios alunos também são voluntários. Nas aulas de violão ao ar livre, uns ensinam aos outros as novas canções que aprenderam, mostrando o espírito de colaboração que a Escola quer passar.

Abaixo, algumas fotos das aulas de violão ao ar livre, aula de dança com o professor Maicon e o bate papo ao final da aula.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Moleques Havaianos conquistam festas em Muriaé

Onde tem música tem músicos. E dança também. É isso o que vem mostrar o grupo “Os Moleques Havaianos”, formado pelos alunos do projeto Bernardete Carneiro. Criando as próprias coreografias, inspiradas na dança de rua, os meninos Israel, Altair, Bruno, Lucas e Maycon mostram o talento em festas de aniversário e eventos do bairro – ao todo, já se apresentaram 16 vezes.

O video publicado neste post foi feito durante uma visita dos alunos da Faculdade de Jornalismo da Faminas à Escola de Música, realizada por um trabalho que apresentou o Projeto na instituição. Na conversa com os estudantes, os Moleques Havaianos disseram que o grupo foi muito bom para reforçar a amizade entre eles e para deixá-los mais conhecidos. “Ganhamos moral!”, contam, nas próprias palavras.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Novos alunos na Escola de Música mostram a força do Projeto

A volta às aulas na Escola de Música (em 20 de fevereiro) trouxe algumas surpresas, principalmente por mostrar o quando o Projeto cresceu em força e credibilidade. Além de receber de volta os alunos do ano passado, que ainda estavam em férias escolares, recebemos sete novos alunos. Destes, quatro já ganharam um violão antes mesmo de aprender a primeira nota. Eles disseram que o presente era um incentivo para entrar na aula de música. Mas, para nós, esse gesto de familiares e amigos representou mais do que isso:  foi mais uma prova de que estamos no caminho certo.

Outra surpresa foi receber no grupo o pai de dois dos nossos alunos, também interessado em aprender música. É uma oportunidade de integrar pais e filhos, partilhando as mesmas experiências.

Compartilhar faz parte dos valores que queremos que os alunos da Escola de Música aprendam. Por isso, estamos orgulhosos de receber no grupo seis alunas do bairro São Joaquim, sendo que as três que têm um violão próprio dividem o instrumento com as outras, que não têm.

Em homenagem ao carnaval, começamos o ano ensinando marchinhas de carnaval e, é claro, a história e o conhecimento por trás delas.
Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Fanfarra é notícia na Folha do Sudeste

42 jovens de idades variáveis, acima de 7 anos, do bairro Padre Tiago e adjacências, participam de um projeto de fanfarra. Eles aprendem violão, flauta e cavaquinho, com professores voluntários, e se adéquam aos demais instrumentos trabalhados na banda. Esse é o trabalho realizado pela Fanfarra Marcial do Projeto de Música Bernadete Carneiro. As aulas e ensaios acontecem na Escola Municipal Ionir Bastos Dias. Cerca de 50 instrumentos foram doados pela família de Bernadete Carneiro e o uniforme da banda está sendo comprado com o esforço dos jovens, com venda de rifas, realização de lojões, etc. O projeto de música já completou um ano e a fanfarra começou em abril de 2010, realizando sua primeira apresentação (a banda se apresenta apenas em datas especiais) durante a cerimônia de condecoração e homenagem ao agora falecido padre Tiago Prins. Tudo começou com o sonho de Bernadete Carneiro Garcia, de reunir jovens em um projeto de música que abrisse seus horizontes.

Segundo a diretora do projeto, Maria de Fátima Alves da Rocha Ferreira, a equipe ficou surpresa com os resultados já alcançados, pois as crianças e adolescentes que participam nunca tiveram contato com a música e desenvolveram bem as habilidades com os instrumentos, inclusive compondo músicas. Ela conta que os alunos são cobrados em comportamento, disciplina, comprometimento, responsabilidade e respeito aos pais, que os acompanham nos ensaios e apresentações. “A educação no projeto ajuda na educação de casa e vice-versa. Já estamos vendo o resultado disso. Há também uma aproximação das famílias. A fanfarra tem sido nossa ‘menina dos olhos’ e isso é muito gratificante para nós. O projeto tira os jovens dos caminhos ruins da vida, aumenta a auto estima deles e proporciona outro campo de visão. Já conseguimos grandes resultados”, afirma. Ela revela que, apesar de imaginar que os objetivos seriam cumpridos, não sabia que o projeto tomaria a dimensão que possui atualmente, o que superou as expectativas.

De acordo com o instrutor da Fanfarra Marcial do projeto, Reinaldo Dornelas, o esforço da equipe é válido para que o jovem possa mostrar seu talento, que é necessário revelar. Ele acredita que o espaço criado permite que eles desenvolvam apenas coisas boas e isso pode servir de incentivo e exemplo para outros bairros, associações de moradores e pessoas ligadas à cultura, para que criem projetos semelhantes na cidade. “Tudo que é feito para o bem, é olhado com bons olhos. E isso abre uma porta muito grande para resolver vários problemas. Nossa intenção é desenvolver cada vez mais o projeto e conseguir apoio da sociedade. Trabalhar com o jovem em música e cultura me faz muito bem. Não sei se eu estou fazendo um bem para os jovens ou se os jovens estão fazendo um bem pra mim. É recíproco”, conta. Reinaldo lembra que o sonho de ontem pode tornar-se a realidade amanhã – uma idéia como a da banda pode um dia ganhar novas dimensões, é só dar o primeiro passo e firmar-se no propósito. A próxima apresentação da Fanfarra Marcial do Projeto de Música Bernadete Carneiro será no desfile cívico dos dias 6 e 7 de setembro.

Biografia Bernadete Carneiro

Bernadete Carneiro Garcia foi uma figura marcante na história de Muriaé (MG). Além de ser a primeira mulher eleita vereadora no município, teve diversas contribuições para a educação e projetos sociais no município.
Bernadete nasceu em Patrocínio do Muriaé (MG), em 25 de dezembro de 1933. Filha de Antonio Carneiro Garcia e Laurindina C. Garcia, desde sua infância mostrava uma personalidade marcada pela alegria de viver e conviver e uma paixão pela música – durante toda a sua vida, dedicou-se a estudar violino.

Sua principal contribuição para Muriaé, onde viveu desde a juventude, aconteceu em 1958,  numa época que só crianças e adolescentes com boas condições financeiras conseguiam acesso às escolas. Bernadete, junto com um grupo de idealistas, fundou então a primeira escola ginasial gratuita do município (hoje ensino fundamental e médio), o CEI, ligado à Campanha Nacional de Educandários Gratuitos. Com isso, viabilizou o estudo de muitos muriaeenses, mudando para melhor seus destinos.

Já em fevereiro de 1992, foi escolhida a Primeira Secretária Geral do Projeto Pró-Moradia, fundado também em Muriaé pelo padre Tiago Prins. O projeto, ainda em funcionamento, tem como objetivo dar acesso à casa própria a famílias de baixa renda, e Bernadete esteve dedicada a ele até seus últimos dias de vida. Hoje, já são cerca de 600 casas construídas, mudando definitivamente o panorama social da cidade.

Bernadete amava os moradores destas casas como se fossem sua própria família e dedicava muito do seu tempo a eles. Alegre, divertida, adorava fazer serenatas e fazia parte de vários grupos de chorinho e de musicas populares. Por isso, após falecer, em 7 de janeiro de 2009, sua família e amigos foram motivados a criar o Projeto Bernadete Carneiro Garcia, onde todos professores são voluntários, com a finalidade de educar os jovens através da música.

Acesse a notícia

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

A Fanfarra se preparou para a sua apresentação

Com o orgulho de todos os seus voluntários e participantes, nossa Fanfarra  brilhou e despertou emoções de muitos muriaeenses nos dias 6 e 7 de setembro (respectivamente aniversário da cidade e dia da Independência).
Para isso, o trabalho foi feito com rigor. O grupo ensaiou toda terça, quinta-feira e domingo. No dia 6, acompanhou os alunos da escola Ionir Bastos, que apoia a Escola de Música cedendo o espaço para as aulas e para o quartel general da banda.
Além da Banda, cinco meninas de 8 a 10 anos de idade ensaiaram para fazer a baliza da banda – mais um motivo para a emoção de quem assistiu à apresentação. A Banda contou com a colaboracao do Rodolfo, professor de dança, para montar essa coreografia.
Os uniformes exigiram outro esforço e envolvimento. A garotada da banda vendeu rifa de um aparelho celular pra conseguir o dinheiro e comprar as roupas mais bonitas para o desfile.
Nossa maior grandeza é ver e afirmar que os nossos meninos estão tendo atitudes responsáveis, discilpina, comprometimento com a banda, ensaios, consevação e cuidado com os instrumentos, mais respeito e educação com os todos os integrantes do grupo e com a própria família.
Com a família sim. Conversando com pais e mães dos jovens e crianças envolvidos (e que acompanham seus filhos nos dia de ensaio), é possível notar mudanças. Vemos até mesmo mais desenvoltura dos garotos pra conversar com os voluntários e professores, mais “cabeçaa erguida”, menos timidez e mais companheirismo em relação a colegas e amigos. Alguns deles formaram uma banda (Friends) e ganharm em segundo lugar num show de talentos da escola – e consideramos isso fruto não apenas dos ensinamentos de música, mas dos valores que compartilhamos dentro desse grupo.
Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Agradecimentos pelo sucesso da Fanfarra

Com a morte do Pe. Tiago, tivemos um tempo de luto, reflexão e muito trabalho em nossa Escola. Ficamos completamente atarefados com o preparo da nossa Banda Marcial, compra de instrumentos, compra e escolha do uniforme, ensaios e a continuação de nossas aulas normais. A correria foi grande, pois queríamos muito desfilar à frente do Grupo Escolar Ionyr Bastos, no Bairro Pe. Tiago, no dia do muriaense, 6 de setembro, para  prestarmos uma homenagem a ele, que tanto fez por nossa cidade.
Milagrosamente conseguimos realizar nosso sonho em tão pouco tempo e emocionar a todos. Enquanto a Banda – bem ao lado da Igreja Matriz, onde ele pregava o amor, e da Casa Paroquial, onde morou tanto tempo e idealizou sua obra – tocava a música de Roberto e Erasmo Carlos, que começa assim: “Você, meu amigo de fé…” e “Segura na Mão de Deus”, que ele gostava tanto de cantar nas suas Celebrações, as crianças soltaram bolas.
O objetivo principal da Banda é passar aos jovens os princípios de ética, moral, e elevar a autoestima deles e dos moradores do bairro.
Os ensaios foram constantes sob o comando de Reinaldo Dornelas, que foi de uma dedicação total. Os instrumentos da Banda foram doados pela família e amigos da Bernadete, o transporte foi feito gratuitamente pela Transportadora Eureka que tem a tradição de colaborar com obras sociais.
Queremos agradecer ao casal Fatima e Claudio Ferreira, que são membros da diretoria do Pró-Moradia e responsáveis pela nossa Escola. Fatinha, como carinhosamente é chamada, é diretora, professora de violão, instrutora de tarol, figurinista – enfim, a alma do Projeto.
Ema Costa e Maria Aparecida Ciribeli, a querida Tida, são nossas professoras de flauta e são adoradas pelos alunos. Queremos registrar aqui nosso agradecimento por todo carinho e dedicação. Ao Gilmar Americo, nosso primeiro incentivador e colaborador constante, professor de violão e cavaquinho, exímio músico, sempre alegre e disposto a nos ajudar em tudo. Sem ele, a Escola não teria acontecido, tantos foram os obstaculos iniciais.
Agradecemos também a seu filho, Felipe Americo, que acompanha os passos do pai. A Érika Ferreira que com tanto carinho elaborou este Blog. A Amparo Scarton, diretora do Gupo Ionyr Bastos, pela maneira carinhosa que nos acolheu.
A todos nossos amigos que sempre nos apoiaram nosso agradecido abraço.
Vera Carneiro Garcia Restom
Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

A música muda realmente uma vida?

De alguém que não sabia sequer o que era Dó e Ré a compositor em menos de um ano. De rapaz com problemas na vida pessoal a colaborador em projeto social. As mudanças na vida de Josué justificam o nome do blog O Ponto de Mutação.

Josué de Oliveira Sousa, 25 anos, começou a frequentar as aulas de violão do Projeto Bernardete Carneiro praticamente desde o começo: setembro de 2009. No primeiro dia, os professores ficaram em dúvida sobre como lidar com ele e seus amigos por serem muito mais velhos do que os outros alunos. Hoje, auxilia nas aulas e representa uma mudança de vida possível, uma prova de que a música pode realmente fazer a diferença. Além de aprender a tocar, já compõe, faz parte da banda da Igreja e ajuda os professores do Projeto a ensinarem aos mais novos. Como isso foi possível?

Quando chegou ao projeto, Josué procurava sair de alguns problemas pessoais. “Meus amigos diziam que isso não era vida, que eu estava vegetando”, disse o jovem, que acabou dando razão aos amigos. Ele também nervoso, agressivo, ou “estressado”, nas suas próprias palavras.

Para mudar, em um primeiro momento, buscou a igreja – ou melhor, igrejas. Visitou um pouco de cada uma, buscando a paz para a sua vida. “No fim, falei com Deus: se O Senhor existe, se é esse Deus do céu dos espíritas, católicos e crentes, o Senhor vai me ajudar”. Ele precisava mais do que a religião, precisava de algo que ocupasse a mente. “Aí veio a música, e a música acalma a fera”, conta, dizendo que, toda vez que estava nervoso, levava o violão para debaixo de uma árvore e tocava, o que lhe trazia tranquilidade.

A música, para o jovem, era o que preenchia os espaços vazios, quando ele poderia pensar em coisas ruins. “Como se diz, oficina vazia é oficina do cão, e a música foi a tampa pra esse espaço. Foi uma benção na minha vida”, diz Josué.

 Veja uma das composições de Josué no link abaixo. O título é “Fotos, marcas de um passado”

 

Publicado em Uncategorized | 2 Comentários